LITTERAEXPRESS

Litteraexpress Especial_n 610: Floriano Azevedo o novo diretor da Faculdade de Direito da USP



27 de Novembro de 2017


O sócio do escritório, Floriano Azevedo Marques Neto, acaba de ser eleito diretor da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP), onde leciona Direito Administrativo desde 2002, como Professor Doutor, depois Livre Docente, em 2008, e mais recentemente como Professor Titular (2013).


O novo vice-diretor será o também Professor Doutor Carlos Fernandes Campilongo, que leciona Filosofia e Teoria Geral do Direito. A chapa dos dois docentes, única concorrente na eleição, obteve dois terços do colégio eleitoral e a maioria dos votos registrados (88 em um colégio eleitoral de 140 votos, dos quais 95 votaram).


Floriano Azevedo é uspiano desde 1986, quando ingressou no curso de graduação em Direito, concluído em 1990, na mesma turma dos ministros do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. Dois anos mais tarde ingressou no Mestrado em Direito Público e, 1999, obteve o Doutorado na mesma disciplina, sob orientação do Professor Dalmo Dallari.


O novo diretor vê três desafios pelos próximos quatro anos à frente do Largo São Francisco, como a escola é conhecida por sua história de luta pela liberdade e consolidação da democracia, nos tempos da Ditadura Militar.


O primeiro é lidar com o novo perfil do estudante, resultado da Política Geral de Inclusão da USP, que desde 2015 prevê cotas de vagas para alunos egressos de escolas públicas. A partir deste ano o Conselho Universitário aprovou também o regime de cotas raciais, que irá alterar alterará significativamente o perfil sócio econômico e racial dos alunos, e trará com a necessidade de apoio mediante bolsas de permanência e condições de moradia, sobretudo especialmente para os alunos de fora de São Paulo, capital.


O segundo desafio é aumentar a presença institucional da Faculdade de Direito nos debates ditados pela importante crise institucional que caracteriza o cenário sócio político nacional hoje no país.


“Como sempre ocorreu nos últimos dois séculos – afirma o professor Floriano – que é função da Faculdade se apresentar como um espaço qualificado (ou apropriado) privilegiado para discussões estruturadas e indicação oferecimento de alternativas para superação de problemas graves como as reformas tributária, a e reforma política, a estrutura federativa, o combate a à corrupção,  e a defesa das garantias individuais, entre outros temas. “Sempre respeitando a ampla interlocução e a diversidade de opiniões”, pondera ele.


E o terceiro desafio, a permanente atualização da metodologia de ensino para jovens com uma base de formação distinta das últimas gerações, alfabetizados na era digital, da globalização do conhecimento, do advento massivo da internet e das redes sociais, inclusive aperfeiçoando os canais de comunicação da Faculdade com a sociedade.


Floriano dirigirá a Faculdade de Direito da USP de 2018 a 2021.


 



voltar   voltar